Bem-vindo ao site do GRIM, aqui você irá encontrar informações sobre o grupo, suas pesquisas e demais trabalhos relacionados.

Boa navegação!

Relatório "Publicidade infantil em tempos de convergência" já está disponível na íntegra

Os resultados da pesquisa “Publicidade infantil em tempos de convergência” já podem ser vistos. Para isso, basta acessar o Portal de Defesa do Consumidor, apresentado juntamente com o relatório da pesquisa, na terça-feira, 12.

O documento de 295 páginas é fruto da parceria do Grim com o Ministério da Justiça. Nele, os pesquisadores refletem sobre o entendimento de crianças de 9 a 11 anos sobre a natureza da publicidade na internet. Ao opiniões foram colhidas com 81 crianças de dez grupos focais de cinco capitais brasileiras: Brasília , Fortaleza, São Paulo, Porto Alegre e Rio Branco. Os pais das crianças também foram ouvidos.

Os questionamentos tiveram como foco possíveis impactos desse conteúdo na formação e no bem-estar das crianças, sabendo dos novos desafios propostos pela convergência midiática aos estudos da influência da comunicação comercial sobre essas mentes em formação. Por exemplo, a pesquisa concluiu que as crianças possuem uma dificuldade maior em identificar o caráter comercial de uma comunicação na internet do que nas “velhas mídias” rádio e televisão.

Atualmente, os “guardiões das tradições”, pais e professores, precisam dividir esse espaço com as “olimpianas” celebridades dos meios de comunicação, como define o filósofo Edgar Morin. Assim, as crianças, com um acesso cada vez maior às novas tecnologias, enfrentam ameaças maiores na consolidação de suas visões de mundo. O relatório vê com preocupação o reforço à cultura consumista trazido por esses novos meios sem uma contrapartida regulatório adequada.

Portanto, o relatório é concluído com recomendações a Estado, empresas e sociedade civil sobre ações para evitar abusos. Dentre as medidas propostas estão a proibição da publicidade para menores de 9 anos deve ser proibida e a aprovação de lei federal que regulamente a publicidade destinada a infância nos mais diversos meios midiáticos.

Para ver o relatório na íntegra, clique aqui

 

Projeto Criança e Consumo comemora 10 anos com debate aberto ao público

Publicado originalmente por: Instituto Alana

O "Criança e Consumo", projeto do Instituto Alana, comemora seus 10 anos com a realização de um debate aberto ao público para discutir consumismo e publicidade infantil, no Tucarena, teatro da PUC-SP, dia 14 de abril às 18h30. O evento faz parte das celebrações de uma década de atuação no âmbito do consumismo infantil e lançará o livro "Criança e Consumo – 10 anos de transformação", que traz uma retrospectiva das conquistas do projeto nesses anos, um olhar para o futuro e 15 artigos de autoria de especialistas em consumo e infância, que será lançado e distribuído gratuitamente aos presentes.

O debate terá a participação de alguns conselheiros do projeto e autores dos artigos da publicação, como Ana Olmos, Flávio Paiva, Inês Vitorino, João Lopes Guimarães Junior, José Eduardo Elias Romão, Marcelo Sodré, Nádia Rebouças, Pedrinho Guareschi, Vidal Serrano Nunes Junior, entre outros nomes, com mediação da jornalista Maria Cristina Poli.

Se há 10 anos o consumismo infantil era um tema pouco debatido e o mercado avançava cada vez mais suas ações mercadológicas para o público infantil, agora o assunto está em pauta nas universidades, órgãos estatais, nas famílias e em novas organizações que surgiram nesse período para falar sobre o tema.

"Essa década representa um marco, pois conquistamos muitas mudanças. O consumismo na infância passou a ser discutido em diversas esferas da sociedade. Em 2014, o Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda), órgão ligado à Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, publicou a Resolução 163, que define princípios aplicados à publicidade dirigida a crianças e adolescentes. Além disso, tivemos recentemente a decisão histórica do Superior Tribunal de Justiça proibindo a publicidade dirigida às crianças", recorda Isabella Henriques, coordenadora do Projeto Criança e Consumo e diretora de Advocacy do Instituto Alana.

A abertura do evento terá cenas da peça Homo Shoppiens, do Grupo Teatro Livre, que retrata de maneira bem humorada situações do cotidiano em que o impulso de comprar substitui atividades essenciais e provoca os espectadores a refletir sobre quanto o consumismo desenfreado impacta na nossa saúde, relações pessoais e preservação do planeta.


Serviço

Evento de 10 anos do projeto Criança e Consumo

Data e horário: 14 de abril, a partir das 18h30

Local: Tucarena (PUC- SP) – Rua Monte Alegre, 1024

Evento gratuito com vagas limitadas.

Para se inscrever, acesse aqui.

 

Grim lança pesquisa em parceria com o Ministério da Justiça em Brasília

O Grupo de Pesquisa da Relação Infância, Juventude e Mídia (GRIM), vinculado ao Instituto de Cultura e Arte (ICA) da Universidade Federal do Ceará (UFC), apresenta nesta terça-feira (12) o relatório final da pesquisa “Publicidade Infantil em Tempos de Convergência". A investigação é fruto de uma parceria entre o Ministério da Justiça e a UFC.

O evento acontece a partir das 9 horas, no Auditório Tancredo Neves, localizado no edifício sede do Ministério da Justiça, em Brasília (DF). A solenidade contará com a presença do Ministro de Estado da Justiça, Eugênio José Guilherme de Aragão, da Secretária Nacional do Consumidor, Juliana Pereira da Silva, e do Reitor da Universidade de Brasília, Ivan Marques de Toledo Camargo.

A pesquisa será apresentada pela professora Inês Vitorino, vinculada ao ICA e coordenadora do GRIM, no painel “Publicidade Infantil em Tempos de Convergência”, que, além do grupo de pesquisas da UFC, contará com a participação de outras instituições. No mesmo evento, também será lançado o Portal de Defesa do Consumidor, iniciativa do Ministério da Justiça.

Iniciada em 2014, a pesquisa mobilizou o grupo de pesquisadores na realização de grupos focais em todas as regiões brasileiras com crianças estudantes das redes pública e privada de ensino. O objetivo foi analisar a forma como meninas e meninos compreendem a comunicação comercial, levando em conta as estratégias persuasivas adotadas pela publicidade e os impactos desse tipo de relação no desenvolvimento delas. Trata-se de uma pesquisa de caráter qualitativo, que assume uma perspectiva interpretativa, apoiando-se em elementos da análise do discurso para proceder a análise da fala das crianças.

A pesquisa foi coordenada pelas professoras Inês Vitorino e Andrea Pinheiro e contou com a participação das então estudantes de graduação do curso de Comunicação Social da UFC Ágda Sarah Sombra e Chloé Leurquin; dos mestrandos em Comunicação pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação da UFC Marina Maia, Nut Pereira, e Thinayna Máximo; da doutoranda pelo programa de Pós-graduação em Comunicação e Informação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRS) Maria Clara Sidou Monteiro; e pela pós-doutoranda na Universidade Federal Fluminense (UFF) Pâmela Saunders Uchôa Craveiro.

Programação completa da solenidade:

9 às 10h: Cerimônia de Abertura e Lançamento do Portal de Defesa do Consumidor, com a presença do Ministro de Estado da Justiça, Eugênio José Guilherme de Aragão; da Secretária Nacional do Consumidor, Juliana Pereira da Silva; e do Reitor da Universidade de Brasília, Ivan Marques de Toledo Camargo.

9 às 12h: Painel “Publicidade Infantil em Tempos de Convergência”. Apresentação da pesquisa “Publicidade Infantil em Tempos de Convergência”, coordenada pelas professoras Inês Vitorino e Andrea Pinheiro, da Universidade Federal do Ceará (UFC).

Mediadora: Juliana Pereira da Silva – Secretaria Nacional do Consumidor.

Painelistas: Associação Brasileira de Anunciantes (ABA); Associação Brasileira da Indústria de Refrigerantes e Bebidas não Alcoólicas (ABIR); Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (CETIC.BR); Instituto Alana; Ministério Público Federal.


Serviço:

Lançamento da pesquisa “Publicidade Infantil em Tempos de Convergência”

Horário: 9 horas
Local: Auditório Tancredo Neves, localizado no edifício sede do Ministério da Justiça. Bloco T - Anexo I - Esplanada dos Ministérios - Asa Norte, Brasília - DF

 

Aula Pública discute papel da mídia na crise política

A Universidade Federal do Ceará (UFC) realiza, às 18 horas desta quinta-feira, 7, aula pública sobre o comportamento dos veículos de comunicação na cobertura dos últimos eventos da crise política que se instaurou no País. "O papel dos meios de comunicação na crise política" será debatido pelos professores do curso de Jornalismo da UFC Márcia Vidal e Ronaldo Salgado, junto com a professora do curso de Publicidade e Propaganda da UFC e pesquisadora do Grim Inês Vitorino. Completa o time de debatedores a jornalista Helena Martins, do coletivo Intervozes, que também organiza o evento.

A aula marca o Dia do Jornalista, celebrado nesta quinta em homenagem ao jornalista, político e médico João Batista Líbero Badaró, assassinado a tiros em 20 de novembro de 1830. A suspeita é de que Dom Pedro I tenha sido o mandante do crime, já que o jornalista, com o seu Observador Constitucional, incomodava a classe política com suas denúncias de corrupção e sua militância em prol da liberdade de imprensa.


Serviço
Aula Pública "Mídia e democracia: o papel dos meios de comunicação na crise política
Data: 7 de abril, às 18h
Local: Auditório da Pós Graduação em História, no Centro de Humanidades II — localizado na Avenida da Universidade, 2762, bairro Benfica.

 

Blog lista os 25 melhores filmes sobre a infância

O blog Palavras de Cinema fez uma lista apontando os 25 melhores filmes da história do cinema que discorrem sobre a infância. Como o próprio blog afirma, são filmes que "captam a infância como ela é: longe dos contornos belos que Hollywood tentou perpetrar em alguns clássicos, distante da eterna bondade à qual os pequeninos sempre são associados". As obras tratam assuntos complexos, que o tabu faz pensar não fazer parte do universo infantil.

Na lista, há filmes que abordam temas como identidade de gênero (Tomboy, de Céline Sciamma), solidão (Corvos, de Dorota Kedzierzawska) e criminalidade (Os Esquecidos, de Luis Buñuel). Os horrores da guerra é um tema frequente na lista, com filmes como Alemanha, Ano Zero (de Roberto Rossellini), Brinquedo Proibido (de René Clement) e A Infância de Ivan, (de Andrei Tarkovski). Outra temática que se destaca é a educação — ou seria adestramento? Nessa categoria, figuram, por exemplo, Zero em Comportamento, de Jean Vigo, e Os Incompreendidos, de François Truffaut.

A relação completa dos filmes pode ser lida aqui.

 


Venha ouvir, conhecer, discutir e propor novas ideias. Entre em contato conosco pelo e-mail:

grim.ufc@gmail.com

Av. da Universidade, 2762.
CEP 60020-181 - Fortaleza-CE
Fone: (85) 3366.7718

// Visitantes
Nós temos 3 visitantes online